Preserve sua visão

jul 10, 2018 por Lotten Eyes    Comentários desativados    Postado em: Notícias

Prevenir ou controlar as principais causas de cegueira é a melhor forma de enxergar bem pela vida toda. Veja quais são elas e como contorná-las

Catarata senil

É quando o cristalino, a lente natural do olho, fica opaco, levando à perda progressiva da visão.
A boa notícia é que o problema é reversível com cirurgia, já que é possível substituir o cristalino por uma lente que cumpre a mesma função.
A principal causa da catarata senil é, como o próprio nome sugere, o envelhecimento. Mas existem alguns fatores que aceleram seu aparecimento e podem ser prevenidos. Um dos principais é a radiação solar. Por isso, o melhor que você pode fazer pelos seus olhos é usar óculos escuros sempre, com proteção UV e de boa qualidade. Parar de fumar é outra atitude positiva, além de manter os níveis de açúcar sob controle, já que há indícios de que o diabetes contribua com o aparecimento da catarata.

Retinopatia diabética
Como o próprio nome sugere, os danos são relacionados ao diabetes, já que o excesso de açúcar no sangue agride os vasos sanguíneos do fundo do olho.
Segundo o Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), cerca de metade dos pacientes com diabetes desenvolvem algum grau de retinopatia diabética, sendo que eles apresentam um risco 30 vezes maior de cegueira do que os indivíduos que não sofrem da doença.
Além de manter as taxas de glicose sob controle, com adesão ao tratamento prescrito pelo endocrinologista, alimentação adequada e atividade física, quem tem diabetes também precisa fazer um acompanhamento periódico com um oftalmologista. Se necessário, ele pode prescrever medicamentos, tratamento à laser ou cirurgia.

Glaucoma
A doença é caracterizada por uma lesão no nervo óptico, que capta as imagens na retina e as transmite para o cérebro, onde são interpretadas.
A principal causa do problema é o aumento da pressão interna do olho, que, aos poucos, vai provocando o dano.
O envelhecimento, o diabetes, a hipertensão, a miopia, o histórico familiar de glaucoma (em pais, filhos ou irmãos), a etnia (latinos e afrodescendentes) predispõem à elevação. Por isso, quem faz parte deste grupo de risco ou tem mais de 40 anos deve consultar um oftalmologista e, se necessário, fazer um tratamento para controle da pressão intraocular.

Degeneração Macular Relacionada à Idade
O quadro, mais comum a partir dos 60 anos, consiste na degeneração da mácula, uma região da retina que é responsável pelo centro da visão.
De acordo com o CBO, a radiação solar, uma dieta rica em gorduras e o hábito de fumar podem favorecer a ocorrência da doença. Portanto, evitá-los é uma forma de prevenção.
Mesmo que a degeneração se manifeste, existem formas de desacelerar sua progressão, como suplementação com vitaminas, injeções de medicamentos e terapias à base de laser. Mas, é fundamental um acompanhamento rigoroso para que o médico possa intervir, logo que a evolua.

Doenças oftalmológicas na infância
Infecções, glaucoma congênito e retinopatia da prematuridade são as principais causas de cegueira na infância.
A prevenção, portanto, deve começar no pré-natal, já que doenças maternas, como rubéola, sífilis e toxoplasmose podem comprometer a visão do bebê.
Ao nascer, a criança também deve ser submetida a um exame oftalmológico. O teste do olhinho, realizado, de preferência, na maternidade, ajuda a detectar catarata e glaucoma congênitos, entre outros problemas. E identificá-los precocemente representa a oportunidade de tratá-los, antes que comprometam a visão.
Depois, o acompanhamento deve ser seguido conforme a orientação médica, além de consultas pontuais, diante de traumas nos olhos, manchas, lacrimejamento persistente, vermelhidão ou indícios de dificuldade visual.
Manter a carteira de vacinação em dia, não usar medicamentos nos olhos da criança sem prescrição médica e tomar cuidado com produtos químicos e objetos pontiagudos também protegem, e muito, a visão infantil.

Comments are closed.

-