Lentes de contato: cuidados que podem salvar a sua visão

27 mai 2015 por Lotten Eyes    Sem Comentários    Postado em: Lentes de Contato

Esta semana acompanhamos a notícia de uma garota de 19 anos que, por pouco, não perdeu a visão. Jessica Greaney contraiu um parasita que estava – literalmente – comendo seu olho.

Conhecido como Acanthamoeba, o parasita estava vivendo dentro do globo ocular de Jessica, que só foi afetada pelo mesmo por tomar banho sem tirar as lentes de contato. A ação do parasita poderia levar à cegueira da garota, que precisou passar quatro dias sem dormir, pingando colírio de meia em meia hora.

As lentes de contato são um grande avanço para a correção de erros refracionais, e muito simples de serem utilizadas. No entanto, os cuidados básicos não devem ser negligenciados. O Dr. Rodrigo Arantes Souza Lima – CRM 141481 – dá algumas dicas para usá-las sem se preocupar:

- Faça uma avaliação oftalmológica a cada 6 meses ou em caso de dor, olho vermelho, lacrimejamento ou visão embaçada;
- Higienize das mãos antes de manipular as lentes de contato;
- Limpe e armazene as lentes de contato com os produtos adequados, evitando uso de água ou soro fisiológico;
- Respeite o tempo de uso indicado pelo fabricante no caso das lentes descartáveis;
- Evite usar as lentes de contato no banho, piscina ou mar;
- Evite o uso das lentes de contato por mais de 12 horas ou dormir com as mesmas.

Dessa forma, você poderá desfrutar do conforto de uma boa visão com suas lentes de contato, sem o risco de uma grande infecção.

Assistir televisão muito perto prejudica a visão? MITO OU VERDADE

28 abr 2015 por Lotten Eyes    Sem Comentários    Postado em: Mito ou Verdade

MITO. Mas pode dar sensação de cansaço visual e dores de cabeça pelo uso excessivo da musculatura ocular, a qual fica tensa numa mesma posição para dar o foco na imagem de perto.

Dra. Carolina Engelbrecht- Médica Oftalmologista

CRM 140190

Aumento da pressão intraocular e os riscos que pode causar à visão

28 abr 2015 por Lotten Eyes    Sem Comentários    Postado em: Pressão Intraocular

Você tem pressão intraocular aumentada? Essa é uma pergunta que muitas pessoas não sabem responder. Poucos brasileiros têm o hábito de passar em consulta com um oftalmologista e, consequentemente, não fazem nenhuma ideia do valor da sua pressão intraocular. A partir dos 40 anos, devemos medir nossa pressão intraocular anualmente. A importância desse hábito consiste na detecção precoce de doenças oculares como o glaucoma. O valor da pressão intraocular pode variar de indivíduo para indivíduo, mas em média, o valor normal não deve ultrapassar os 21 mmHg. O oftalmologista, através de aparelhos específicos, consegue medir esse valor e, juntamente com outros exames oftalmológicos, saber se você tem ou não uma suspeita de glaucoma. O glaucoma é uma doença muito séria, pois o paciente não tem sintomas no início e se não faz o tratamento adequado, pode evoluir com perda de campo visual e chegar até a cegueira em casos avançados. Por isso a importância de um check-up anual com seu oftalmologista.

Dra. Carolina Engelbrecht – Médica Oftalmologista

CRM 140190

Olhar diretamente para o sol prejudica a visão?

13 abr 2015 por Lotten Eyes    Sem Comentários    Postado em: Notícias

Poderoso e imponente, o sol é o astro-rei do sistema solar, contendo aproximadamente 98% do total de sua massa. Para se ter uma ideia do seu tamanho, seriam necessários cerca de 1,3 milhões de planetas Terra para preenche-lo. Tentados olhar para o sol, não é mesmo? Mas esta não é uma boa ideia.

Olhar diretamente para o sol causa queimadura nos olhos, mais precisamente nas células da retina responsáveis pela visão central. Além disso, favorece, a médio e longo prazo, o surgimento de doenças oculares como catarata, degeneração macular relacionada à idade, ceratite e lesões na retina. A exposição prolongada ao sol pode propiciar a formação de pterígio, que é uma membrana fibro-vascular avemelhada que se prolifera em direção à córnea (camada externa do olho).

Algumas horas após a superexposição à luz ultravioleta ocorre então a fotoqueratite, quando se formam bolhas nas células das córneas, algo parecido como queimadura de sol na pele. Os sintomas são identificados por lacrimação excessiva, inflamação do tecido e a sensação de que os olhos foram muito esfregados.

Essa condição normalmente é reversível com o tempo (de um mês a até um ano, dependendo da quantidade de danos sofridos); no entanto, em alguns casos, encarar o sol pode levá-lo à cegueira parcial ou total. Por isso, devemos destacar a proteção dos olhos e a importância dos óculos de sol.

Se você encarou o sol por mais tempo do que deveria, procure uma clínica oftalmológica. Na Lotten Eyes você encontra diversas unidades espalhadas por São Paulo, além de contar com uma estrutura completa.  Agende sua consulta online! http://www.boaconsulta.com/clinica/lotten-eyes

O que é presbiopia?

13 abr 2015 por Lotten Eyes    Sem Comentários    Postado em: Presbiopia

A presbiopia é a famosa “vista cansada”, que aparece por volta dos 40 anos, e nos faz lembrar que estamos ficando mais velhos. Parece que o braço vai ficando mais “curto” e temos que distanciar cada vez mais os objetos para leitura.

Com a idade, o nosso músculo da acomodação vai ficando mais cansado. Ele é responsável pela nossa boa visão de perto e com o passar dos anos essa capacidade vai se perdendo. Os sintomas da presbiopia começam com um cansaço visual para perto que vai progredindo para uma dificuldade efetiva de focar para perto.

Esse embaçamento, que no início era apenas em alguns dias e no final da tarde, passa a ser mais constante até o ponto que não conseguimos mais ler de perto sem auxílio de um óculos. Na oftalmologia atual ainda não descobrimos a cura da presbiopia, mas temos alternativas para superar essa dificuldade e viver com qualidade de vida.

O arsenal terapêutico para o tratamento da presbiopia consta com óculos, lente de contato e até cirurgias com o implante de lente multifocal intraocular nos casos de catarata concomitante.

Para avaliar qual a melhor opção para você procure um oftalmologista! http://www.boaconsulta.com/clinica/lotten-eyes

Dra Carolina Engelbrecht – Médica Oftalmologista

CRM: 140190

Quando operamos a catarata precisamos colocar uma lente no lugar? MITO OU VERDADE

13 abr 2015 por Lotten Eyes    Sem Comentários    Postado em: Mito ou Verdade

VERDADE. Quando o paciente retira a catarata precisa colocar uma LIO (lente intra-ocular) a qual vai dar o “grau” do paciente. Esta lente não tem necessidade de ser trocada ao longo da vida. Algumas vezes precisa realizar uma “limpeza” da lente com YAG laser.

Dra Carolina Engelbrecht – Médica Oftalmologista

CRM: 140190

http://www.boaconsulta.com/clinica/lotten-eyes

Ceratocone: Saiba mais sobre essa doença ocular com o Dr. Cláudio Lottenberg

2 abr 2015 por Lotten Eyes    Sem Comentários    Postado em: Ceratocone

Você sabe o que é o Ceratocone? É uma doença ocular comum em adolescentes. Ela acontece nas córneas dos olhos e se não identificado e tratado pode levar a necessidade de transplante de córnea. Neste vídeo, o Dr. Claudio Lottenberg fala mais sobre a doença, sintomas e os tratamentos. Assista:

Lentes Intraoculares para Catarata: Saiba mais com o Dr. Cláudio Lottenberg

2 abr 2015 por Lotten Eyes    Sem Comentários    Postado em: Catarata

Saiba mais sobre as lentes intraoculares para portadores da catarata com o Dr. Cláudio Lottenbeng. O que são, como funcionam e os tipos de lentes.

O que é catarata? Saiba mais com o Dr. Cláudio Lottenberg

2 abr 2015 por Lotten Eyes    Sem Comentários    Postado em: Catarata

Saiba o que é catarata e todos os detalhes dessa doença ocular com o dr. Claudio Lottenberg que explica quando é preciso operar e como funciona o seu tratamento. Assista ao nosso vídeo:

Catarata: quando operar?

24 mar 2015 por Lotten Eyes    Sem Comentários    Postado em: Catarata

Com o envelhecimento da população e o aumento da expectativa de vida, nos deparamos cada vez mais com doenças crônicas da terceira idade. Uma delas é a catarata. É claro que a catarata não é doença exclusiva do idoso, as causas da catarata podem ser congênitas (ocorrem desde o nascimento), e secundárias, como trauma ocular, inflamações dos olhos (uveítes), diabetes, dermatite atópica, uso crônico de corticóide. Porém a forma mais comum de catarata é a senil, ou seja, produto do envelhecimento natural do cristalino.

Alguns sintomas da catarata são: diminuição da intensidade visual, sensação de visão “nublada ou enevoada”, sensibilidade maior à luz, alteração da visão de cores e mudança frequente da refração. O único tratamento para a doença é a cirurgia de catarata. Diante do diagnóstico, muitos pacientes se perguntam: quando operar a catarata?

A minha resposta a esses pacientes é na forma de outra pergunta: Como está sua qualidade de vida? Como a visão é algo muito sensorial, o próprio paciente vai perceber que a qualidade de vida e, consequentemente da imagem, não estão como antes. Apesar da troca dos óculos, o contraste das cores não é o mesmo e o paciente acaba deixando de fazer atividades que antes fazia devido ao cansaço visual. A catarata senil pode demorar de meses a anos para evoluir, por isso a necessidade de acompanhamento com seu oftalmologista periodicamente.

cirurgia de catarata é simples, rápida e realizada com anestesia local. Hoje existe também o método de cirurgia a laser para catarata, no qual utiliza-se o auxílio do laser de femtosegundo. O cristalino danificado é trocado por uma lente artificial que irá recuperar a função perdida. No pós-operatório da catarata, não use colírios sem recomendação médica, e procure o seu oftalmologista se notar o surgimento de qualquer inflamação ou alteração visual.

Não existe catarata “madura” para operar e sim qualidade de vida para ser alcançada. Converse com seu oftalmologista!

Dra. Carolina Engelbrecht- Médica Oftalmologista

CRM 140190

-